segunda-feira, 25 de julho de 2016

Fábrica de Motos tranquila a todos dizendo que máquinas já estão trabalhando na terraplanagem do terreno onde será construído os galpões e entorno protegendo a área do rio e das chuvas

A Fábrica Yasuna Motors do Brasil, nos informou através de sua diretoria que máquinas já estão trabalhando na terraplanagem da área em que vai ser construído o empreendimento.
Segundo a diretoria, todos os problemas com de terreno serão devidamente resolvidos e equacionados, tanto para proteger a Rio, como também a área em questão.
Na ultima quinta o Rio transbordou e invadiu a área, mas a fábrica informou que o problema será resolvido com a terraplanagem

fonte:informe50

Prefeita Diane Rusciollelli mostra força política absorvendo partidos importantes no município e deixando a oposição em pavorosa

]

A prefeita da cidade de Una/Ba vem mostrando muita força política de bastidores nos últimos dias, ao colocar uma pedra na candidatura do Capitão Carlos pelo PSD, e ainda absorver partidos importantes como PTN e PR e outros.
Ainda corre uma negociação com PP Estadual para que o grupo de Una possa se acoplar a reeleição, numa conjuntara política entre PT e PP que já acontece em outras cidades.
Essa força política que a prefeita vem demonstrando na cidade tem deixado a oposição sem dormir e de cabelo em pé. Mas< segundo informações não oficiais da assessoria da prefeita, quem começou essa história de agregar partidos que estão em poder dos outros, não foi ela. e, ao contrário, ela foi a primeira vítima dessa prática na cidade. "A oposição está provando do Seu próprio remédio", disse um correligionário da prefeita.
fonte:informe50

domingo, 24 de julho de 2016

Presidente do PT, Everaldo e presidente do PSD, Senador Otto Alencar, em apoio ao nome de Diane

Senador Otto Alencar garante apoio do PSD à prefeita Diane

Em encontro realizado na última segunda-feira (18), em Salvador, entre a prefeita de Una Diane Rusciolelli (PT), o presidente estadual do PSD, Senador Otto Alencar, o Secretário de Relações Institucionais, deputado Josias Gomes e o Presidente Estadual do Partido dos Trabalhadores, Everaldo Anunciação, foram tratados vários assuntos referentes às coalizações partidárias para as eleições municipais no município de Una.
Dentre as várias deliberações, ficou apalavrado pelo Senador Otto Alencar que o PSD-Partido Social Democrático, não lançará candidato próprio à prefeitura de Una. Outro compromisso firmado entre Otto e a prefeita é que, os candidatos a vereadores pelo PSD poderão caminhar lado a lado com a pretensa candidata a reeleição Diane Rusciolelli sem riscos de incorrerem em infidelidade partidária. Ainda neste encontro o Senador Otto manifestou total e irrestrito apoio do Diretório Estadual do PSD à reeleição de Diane.
Vale lembrar que Diane Rusciolelli foi eleita pelo PSD e que, até o mês passado, a comissão provisória municipal estava sob a presidência de Renilda Telles, sofrendo uma repentina alteração, ficando sob o comando do pretenso candidato a prefeito e opositor da atual gestão, Capitão Carlos que, segundo informações, pretendia disputar as eleições pela legenda do Senador Otto Alencar.
Neste mesmo tom, o presidente do PT, Everaldo Anunciação, anunciou também que o PR e o PTN marcharão com Diane conforme acordo firmado com as lideranças estaduais destes partidos.
fonte:unanamidia

sábado, 23 de julho de 2016

Eleições 2016: PSD não terá candidato a prefeito em Una

Una PSD
Dr Jailson, Everaldo Anunciação, Otto Alencar, Diane Rusciolelli e Renilda Telles

Em encontro realizado na última segunda-feira (18), em Salvador, entre a prefeita de Una Diane Rusciolelli (PT), o presidente estadual do PSD, Senador Otto Alencar e o Presidente Estadual do Partido dos Trabalhadores, Everaldo Anunciação, foram tratados vários assuntos referentes às coalizações partidárias para as eleições municipais no município de Una.
Dentre as várias deliberações, ficou apalavrado pelo Senador Otto Alencar que o PSD-Partido Social Democrático, não lançará candidato próprio à prefeitura de Una. Outro compromisso firmado entre Otto e a prefeita é que, os candidatos a vereadores pelo PSD poderão caminhar lado a lado com a pretensa candidata a reeleição Diane Rusciolelli sem riscos de incorrerem em infidelidade partidária. Ainda neste encontro o Senador Otto manifestou total e irrestrito apoio do Diretório Estadual do PSD à reeleição de Diane.
Vale lembrar que Diane Rusciolelli foi eleita pelo PSD e que, até o mês passado, a comissão provisória municipal estava sob a presidência de Renilda Telles, atual Secretária Municpal de Saúde de Una, sofrendo uma repentina alteração, ficando sob o comando do pretenso candidato a prefeito e opositor da atual gestão, Capitão Carlos que, segundo informações, pretendia disputar as eleições pela legenda do Senador Otto Alencar.
Neste mesmo tom, o presidente do PT, Everaldo Anunciação, anunciou também que o PR e o PTN marcharão com Diane conforme acordo firmado com as lideranças estaduais destes partidos.
Por Rubem Gama

quinta-feira, 21 de julho de 2016

As Coleguinhas no II Festival Internacional do Mangustein

 
A Prefeitura Municipal de Una acaba de publicar no Diário Oficial do Município (confira aqui) a primeira grande atração do II Festival Internacional do Mangustein. As cantoras Simone e Simaria devem agitar uma das quatro noites do festival no palco principal do evento.
A dupla está estourada nas paradas de sucesso nacional. Baianas de Uibaí, as irmãs ganharam os palcos nacionais e atualmente fazem parte do seleto cenário da música popular brasileira com o ritmo denominado de forró universitário.
Segundo assessores da prefeita Diane Rusciolelli, esta festa será a mais relevante e o maior evento cultural do município de Una, tendo em vista que é esperado 40.000 (quarenta) mil pessoas nas quatro noites de festa.
A prefeita Diane ganhou a simpatia dos moradores de Una, em especial do PhD Zé Inácio, em face da iniciativa de valorização da cultura agrícola do município, promovendo eventos festivos que venham divulgar no cenário nacional as riquezas produzidos neste torrão.
Diane disse que este tipo de evento tem como referencial a valorização de famílias japonesas e seus trabalhadores que durantes varias décadas trabalharam para alavancar a economia do município produzindo riqueza com educação ambiental, formando assim uma cadeia produtiva sustentável.
Texto sem ônus à municipalidade
fonte:unanamidia

quinta-feira, 14 de julho de 2016

confirmado o II festival do Mangustin



Beto agora é 11. Começou a revoada.


Unidos numa só voz 
O ex-vice-prefeito José Roberto de Almeida (DEM) decidiu abrir o jogo e se juntar ao pré-candidato Tiago de Dejair (PP). A decisão foi hoje pela manhã, após uma reunião com a cúpula do Partido Progressista. Há três versões para a debandada de Beto Careca do grupo do ex-prefeito Zé Pretinho (DEM). A primeira é que ao tomar conhecimento dos números de uma pesquisa eleitoral o político tomou um susto com a baixa intenção de votos para o candidato do Democrata. Há quem diga, também, que Beto sentiu-se desprestigiado ao saber que o ex-prefeito Zé Pretinho sondou Valdeci Birschner para ser seu vice na chapa. A terceira versão é a de que o ex-vice-prefeito sonhava com o apoio de Zé Pretinho, mas após a liminar conseguida pelo ex-prefeito, Beto sentiu que sua candidatura pelo Democrata não vingaria.
Beto Careca deve enfrentar alguns problemas de ordem funcional já que está sem trabalhar no serviço público desde o último dia 02, em face da Lei Complementar 64/90, a qual manda que o servidor público candidato seja afastado do serviço durante 90 (noventa) dias antes do pleito. Ele não deve conseguir ter seu nome referendado como candidato nas eleições deste ano, considerado que seu antes aliado, agora adversário, Zé Pretinho, não vai conseguir uma vaga no cargo de vereador dentro do Partido Democrata.
José Roberto de Almeida esteve candidato nas eleições de 2012, mas ficou em terceiro lugar. Ele não conseguiu ultrapassar os 3.281 votos, perdendo inclusive para os votos nulos que somaram 4.181. Na época, Beto expulsou o prefeito Dejair da sua campanha, com o sonho de que o inelegível Zé Pretinho desistisse e o apoiasse, porém o ex-prefeito sustentou sua inexistente candidatura até as últimas horas do dia 06 de outubro, aliás, um fatídico dia para Zé Pretinho e seu grupo.
Das eleições de 2012 até os dias atuais, Zé Pretinho só decresce nas intenções de voto e tem perdido varias lideranças por apresentarem desconfiança em relação a sua candidatura. Os deputados apoiados por Zé Pretinho em 2014 ficaram em terceiro lugar, o federal com 11,97% dos votos, e, o estadual não ultrapassou os 874 votos, representando apenas 9,11%. Em síntese, o ex-prefeito que teve quase 70% dos votos em 2004, com base na última eleição, domina aproximadamente 10% do eleitorado unense nos dias atuais.
fonte:unanamidia

Visite nosso Canal no youtube


sexta-feira, 8 de julho de 2016

Ministério Público Eleitoral responsabilizará servidor que fraudar o afastamento eleitoral.

O servidor público que utilizar do recurso da Lei Complementar 64/90 para se afastar do serviço público, mas que não participar efetivamente da campanha eleitoral, apresentar despesas de campanha irrisória ou que elas sejam inexistentes, responderão a processo judicial por Ato de Improbidade Administrativa e por crime de falsidade ou estelionato majorado. O gestor responsável pelo agente público tem a responsabilidade de fiscalizar a imoralidade e deverá abrir Processo Administrativo Disciplinar e formalizar comunicação ao MPE para que este ajuíze as competentes ações.
Além das falhas elencadas, cabe ao servidor público afastado da repartição comprovar de que efetivamente foi escolhido em convenção e que deu entrada no pedido de registro na Justiça Eleitoral, até o dia 18 de agosto do corrente ano. O administrador deve fazer uma analise objetivas e subjetivas da candidatura supostamente fraudulentas, segundo a recomendação. A quantidade de votos e a efetiva participação na campanha eleitoral e prestação de contas são fatos que devem ser levados em consideração pelo administrador.
Em Una, por exemplo, existem servidores públicos que reiteradas vezes utilizaram do benefício eleitoral com o intuito de usufruir do afastamento de três meses remunerado, mas que de fato não fazem campanha e nem tem gastos com a mesma. Em 2012, uma servidora não obteve voto algum (nem ela votou nela mesmo). O entendimento do MPE é de que este ato imoral e desleal representa uma afronta a Lei de Improbidade Administrativa e ao Código Penal tendo em vista que o servidor burla a legislação eleitoral no sentido de obter vantagem pecuniária de forma indevida.
A recomendação na íntegra pode ser adquirida aqui.
fonte:unanamidia

O II Festival do Mangustein será uma semana após o dia da cidade


Informações ainda não confirmadas oficialmente pela Prefeitura Municipal de Una são de que o II Festival Internacional do Mangustein deve acontecer nos dias 05, 06 e 07 de agosto. No dia de aniversário da cidade, 02 de agosto (terça-feira), não haverá programação festiva promovida pela administração pública. Apenas uma missa solene e hasteamento da bandeira no Centro Administrativo Luiz Elias de Souza marcarão o feito histórico de 02 de agosto de 1924, fundamentado na Lei Estadual 1.718/1924.
A programação do festival deve acontecer no mesmo local do ano passado. A praça Dr. Manoel Pereira de Almeida, Rua Alice Fuchs e seus entornos deverão ser obstruídos para trânsito de veículos, considerando a montagem da estrutura da festa. O município deve proibir por decreto a utilização e uso de carros de som (paredões de som), a utilização de espaços com sonorização em festas particulares e a venda de bebidas em vasilhames de vidros.
O Gabinete da prefeita Diane Rusciolelli informou ao nosso blog que não pode oficializar ainda o dia do evento, tendo em vista os últimos acertos com os órgãos que irão patrocinar a estrutura do festival. “Mas será um evento bem melhor que o do ano passado”, fechou a mandatária do município.
Festa de excelência
O I Festival Internacional do Mangustein aconteceu no ano passado, nos meses de outubro e novembro, e rendeu bastante elogio por parte dos participantes, inclusive de opositores do governo. Os critérios segurança, estrutura e qualidade musical foram dos melhores já vistos no município de Una.
Dois palcos foram instalados na avenida: um com músicos regionais tocando musicas clássicas, a exemplo de Mactha-Mactha&Convidados, e o outro com maior estrutura. Este recebeu Neto Azevedo, Sinho Ferrari, Banda Lordão, Cacau com Leite e Banda Realce.
Camarote tímido
Numa contraposição à excelente estrutura disponibilizada para o povo, a prefeita, demonstrando humildade e respeito ao povo, limitou-se a um tímido camarote em que recebeu secretários do estado e deputados defronte à Prefeitura. Um ex-prefeito montou uma estrutura de camarote nos anos de 2005, 2006 e 2007, que ofuscou a estrutura destinada ao povo. A vaidade do cidadão imperava seus anseios pessoais em detrimento do interesse coletivo.
fonte:unanamidia

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Nildo Som será vice novamente? Num creio nisso!!!


Foto da rede social de Tiago de Dejair
O professor José Nildo Santos Nascimento (PSB) que declarava aos quatro cantos da cidade que seria candidato a prefeito e que desta vez não abriria mão, em hipótese alguma, parece que frustrará seu fiel eleitorado mais uma vez. O fato é que correligionários do candidato Tiago Birschner (PP) já proclamam o nome de Nildo Som na condição de vice da chapa majoritária do jovem pré-candidato.
Se não bastassem as atuais juras de amores dos amigos de Tiago de Dejair em relação à Nildo Som, o professor deve ter se empolgado numa recente pesquisa encomendada pelo deputado federal Bebeto Galvão (PSB) em que, segundo informações do Vereador Osmar Berbert (PTN), o jovem candidato aparece muito bem nos números, enquanto Nildão não tem chances de chegar ao Centro Administrativo Luiz Elias de Souza.
Embora não confirme e nem desminta a presença de Nildo em sua chapa, o pretenso candidato Tiago de Dejair anunciou em sua página numa rede social de que já conta com apoio de seis partidos. Ele agradeceu o apoio dos partidos: PSB, PSDC, PR, PTN e PTC. Algumas lideranças, a exemplo do próprio Nildo Som, os vereadores Mactha-Machta (PR), Soninha (PSB) e Man, se juntarão ao pré-candidato Professor José Jorge (PP), numa corrente para tentar eleger o filho de Dejair ao mais alto cargo executivo unense.
Acaso a proposta de Tiago seja consolidada, Nildo Som terá que explicar aos seus fiéis parceiros, alguns deles abdicaram até dos empregos na prefeitura para acompanhá-lo, o motivo da família de Dejair ter passado de uma situação ruim para a condição de excelência. Ao menos dois dos amigos mais íntimos de Nildo Som, possivelmente, não compreenderão essa brusca mudança do pré-candidato. O próprio Nildo Som se queixava de perseguição quando Dejair esteve prefeito do município, durante os anos de 2009 a 2012.
 
O retrato que se tira desse momento conturbado politicamente é se que para alcançar o poder é muito mais fácil transformar um inimigo em amigo e ganhar o poder, do que perder o poder com o amigo. É o poder pelo poder! E Viva a democracia!!
Veja as escritas de Tiago de Dejair: “ Dia muito produtivo ontem! Tive a felicidade de receber o apoio dos partidos PSB, PSDC, PR, PTN e PTC à nossa pré candidatura. Na certeza de que essas pessoas irão contribuir ainda mais com o nosso projeto, me coloco à disposição de todos. Sejam bem vindos!!!!!! Um especial agradecimento ao amigo José Nildo (Nildo Som) pela demonstração de confiança.Durante a noite fizemos um bate papo com a comunidade de Comandatuba, onde discutimos soluções para esse importante distrito de nossa cidade. Excelente dia a todos!!!
fonte:unanamidia

CAPOEIUNA 2016

oxente, vocês não eram inimigos na eleição passada?

PRECISAMOS DE ÉTICA E ESCLARECIMENTO NA POLITICA DE UNA

Há todo momento presenciamos o povo protestando em varias partes de nosso país, grupos clamam por ética na política brasileira, clamor que podemos fazer uma analogia sobre os vários pseudos moralistas que temos em nossa cidade.
A conjuntura política que vivenciamos se sustenta em uma base aleatória, preenchida de hostilidade e calúnias sem fundamentos, se apoderando da boa fé daqueles que precisam dos benefícios do "serviço público".
É preciso estabelecer uma conexão entre as pessoas desavisadas com as esclarecidas, só assim podemos evitar conflitos desnecessários entre “amigos”. Alguns se movimentam pelo sentimento de mudança, fundamentado nos interesses pessoais que foram contrariados, e não analisam as pessoas que estão confiando o sentimento de revolta.
Diante das abordagens criamos uma possibilidade de refletir de forma geral e buscar preencher as lacunas socioculturais que enfrentamos entre ética e a política.
Em ano eleitoral é interessante estabelecer regras que sejam entendidas de forma sucinta entre os eleitores, para que eles possam desviar-se daqueles políticos sem conhecimento do cargo almejado.
Por outro lado, muitos buscam na política meio de se estabelecer financeiramente e outros ambicionam o poder só para satisfazer o seu próprio ego, assim, ocultando a verdadeira finalidade do politico astuto que é o poder pelo poder.
Podemos sintetizar que o poder é como uma ferramenta de dialogo entre pessoas de uma comunidade. Expressando assim, as distintas relações sociais, com isso podemos analisar as diversas formas de poder inserido dentro de uma sociedade.
Portanto, a politica se torna violenta e obscura quando não se tem ética e o esclarecimento conduzindo as pessoas, as falácias "democráticas" instituídas é regada de imoralidade e corruptores que ainda insistem em ludibriar os eleitores desavisados que não compreendem a “lógica maquiavelica” de alguns políticos de nosso municipio.
por Lauro Leandro

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Câmara de Vereadores de Una já torrou R$ 1,7 milhão com gasto de pessoal e outras despesas

 
O contribuinte que tiver interesse em consultar as receitas e despesas referentes ao mês de maio, dos Poderes Legislativo e Executivo, já podem consultá-las no sitio do TCM (clique aqui). No espaço cibernético é possível que o cidadão possa constatar as contas na integra, baixá-las e imprimi-las.
O Poder Legislativo que recebeu a quantia de R$ 164.797,39, no mês de maio, gastou com impressão de documentos o valor de R$ 2.376,25, numa gráfica da cidade. A Casa do Povo pagou pela revisão no sistema de ar condicionado a importância de R$ 5.400,00 e a um restaurante foi pago R$ 1.259,00, por 70 refeições, 45 refrigerantes e 48 sucos.
Por três carros locados, o Poder Legislativo pagou a importância de R$ 5.576,00 e a um posto de combustível a Câmara pagou a quantia de R$ 4.167,78 pelo fornecimento 251 litros de álcool e 837 litros de gasolina. De janeiro até a presente data a Câmara de Vereadores já torrou R$ 1,7 milhão com gasto de pessoal e outras despesas.
A prefeitura pagou de janeiro até maio o equivalente a quantia de R$ 15.448.556,58 de uma despesa empenhada no valor de R$ 34.801.128,82. O município recebeu no período de receitas orçamentárias a quantia de R$ 20.974.300,10, uma média mensal de R$ 419 mil.
fonte:unanamidia

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Câmara Municipal de Una gastou quase R$ 5 mil com placa de inox




A prestação de contas da Câmara de Vereadores de Una até o mês abril já está disponível no sitio do TCM (veja aqui) e nela é possível conferir os repasses da Prefeitura ao Poder Legislativo e as despesas do referido Poder. Para a confecção de placas de inox, a Casa do Povo pagou o equivalente ao valor de R$ 4.980,00.
Um restaurante da cidade recebeu a quantia R$ 1.297,00 pelo fornecimento de 74 refeições, 45 sucos e 42 refrigerantes. Um pintor foi remunerado pelo valor de R$ 3.798,13 para aplicar massa acrílica e pintura na área externa da casa. Em maio deste ano, este mesmo pintor recebeu a quantia de R$ 4.080,00 pelos mesmos serviços (lembre aqui). E em abril, só de reforma a Casa Legislativa gastou R$ 7.500,00 (veja aqui).
Uma casa de material de construção da cidade que em fevereiro faturou o equivalente a R$ 2.900,50, desta feita recebeu pelo fornecimento de materiais diversos o valor de R$ 3.900,00. Por dois carros locados, uma empresa sediada no centro da cidade recebeu o equivalente a R$ 3.854,00 pela locação de dois veículos para servir aos parlamentares. A prefeitura repassou no mês de março o valor de R$ 176.533,45 e em abril o valor caiu para R$ 164.797,39.
fonte:unanamidia

segunda-feira, 27 de junho de 2016

FOTOS - SOS sertão em VILA BRASIL









fotos:Associação de Moradores de Vila Brasil

SUCESSO! MUITO FORRÓ NO TRADICIONAL SÃO JOÃO DE COLÔNIA DE UNA

Nos três dias da tradicional festa de São João da cidade de Una, o clima que prevaleceu foi e muito alegria com os amigos curtindo a manutenção da tradição das festas juninas dançando ao som do verdadeiro forró-pé-de-serra, tudo num clima de alegria e paz no distrito de Colonia de Una.
A festa, que contou com recurso do Estado para que fosse efetivada, ainda recebeu a ilustre presença do presidente do PT da Bahia, Everaldo Anunciação que trouxe um caloroso abraço do governador Rui Costa e do Secretario Josias Gomes desejando ao povo unense boas festas juninas.








fonte:PREFEITURA MUNICIPAL DE UNA/fotos:facebook

Após ser acusado de ‘pregação ideológica’, professor é afastado de escola estadual

Eduardo Mattos Cardoso lecionava História, Sociologia e Filosofia para o ensino médio, na escola estadual Maria Angelina Maggi, em Três Cachoeiras (RS). (Foto: Arquivo Pessoal)
Eduardo Mattos Cardoso lecionava História, Sociologia e Filosofia para o Ensino Médio, na Escola Estadual Maria Angelina Maggi, em Três Cachoeiras (RS). (Foto: Arquivo Pessoal)
 Marco Weissheimer
Apologia política, pregação político-partidária e ideológica, suposta intenção de levar alunos a uma manifestação política contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, suposta tentativa de influenciar alunos a ocupar escola e a apoiar greve dos professores estaduais. Essas foram algumas das acusações feitas ao professor, Eduardo Mattos Cardoso, que lecionava História, Sociologia e Filosofia para o Ensino Médio, na Escola estadual Maria Angelina Maggi, em Três Cachoeiras, Litoral Norte. Lecionava. No dia 20 de junho, Eduardo Cardoso foi afastado de suas funções pela direção da escola, após um pedido de instauração, pelo Ministério Público de Torres, de procedimento para “apurar conduta incompatível com a atividade de docente consistente em apologia política em sala de aula, bem como em ausências em horários em que deveria estar lecionando”.
Filiado ao PDT, o professor Eduardo Cardoso diz que foi afastado do trabalho por perseguição política, a partir de uma denúncia formal ao Ministério Público feita por uma pessoa que não faz parte da comunidade escolar. Como professor de Filosofia, Sociologia e História, Cardoso dava um mínimo de seis aulas semanais para turmas do 3º ano do Ensino Médio. Ele nega ter feito pregação político-partidária em sala de aula e assinala que, segundo os planos de estudo e livros didáticos de suas disciplinas, o conceito de “política” e outros relacionados a ele são conteúdo obrigatório. “Leciono à noite e critiquei algumas situações na escola, como o fato de a biblioteca estar fechada à noite. Talvez isso tenha incomodado algumas pessoas também”, assinala o professor.
O promotor Marcelo Araújo Simões, da Promotoria de Justiça de Torres, determinou à escola, no dia 25 de maio, que expedisse imediatamente ofício à 11ª Coordenadoria Regional de Educação para que esta instaurasse “expediente para apuração de conduta do indicado professor”, “em especial para apurar conduta incompatível com a atividade de docente consistente em apologia política em sala de aula e ausência em sala de aula”. No mesmo documento, o promotor determina à direção da escola que também oficie a Coordenadoria para que esta tome providências “no sentido de não permitir a ocupação da escola pelos estudantes”. Além disso, determina que seja proibida a participação de estudantes “em eventuais manifestações em movimento grevista”.
Professor na Escola Maria Angelina Maggi há mais de três anos, Eduardo Cardoso diz que até agora está esperando a resposta que a Coordenadoria Regional de Educação deu ao requerimento do Ministério Público e que não teve chance de se defender no Conselho da Escola, que sequer foi ouvido sobre o caso. Cerca de 15 dias após a denúncia ser feita ao Ministério Público, ele foi afastado da sala de aula. Ele anunciou que vai solicitar uma reunião do Conselho Escolar para que tenha o direito de se defender e que, depois disso, avaliará possíveis procedimentos judiciais no caso.
“Fizeram inclusive um abaixo-assinado com pessoas que não sabiam o que estava acontecendo e com alguns alunos que, em sua maioria, não são meus alunos”, diz Cardoso. Ele relata ainda que seu afastamento está relacionado também a diferenças políticas com o coordenador regional adjunto, Carlos Jaime Dalpaz, filiado ao PMDB, e com uma vice-diretora da escola, que também seria ligada a este partido. O fato de ser um crítico do governo José Ivo Sartori (PMDB) e de apoiar a greve dos professores também teriam contribuído para a criação de uma atmosfera favorável ao seu afastamento.
Não foi só pela questão política, diz diretor
O diretor da Escola Maria Angelina Maggi, Alceu de Matos Scheffer, diz que o afastamento do professor Eduardo Cardoso não se deve apenas à denúncia feita ao Ministério Público. “Tivemos uma série de questões com registro em ata, que levaram a direção a encaminhar o professor à Coordenadoria Regional de Educação, assinala o diretor. Segundo Scheffer, a vice-diretora do noturno fez uma denúncia de assédio moral contra Cardoso. O diretor não quis detalhar qual episódio teria motivado essa denúncia. “São questões do cotidiano da escola”, justifica. Ainda segundo o diretor, o afastamento se deu “em função de todas essas questões” e pelo fato de Eduardo Cardoso “não estar cumprindo com suas atribuições de professor”. Scheffer confirma que o Conselho Escolar não se reuniu para discutir o caso e que o autor da denúncia não tem vínculo com a escola. Segundo ele, caso o professor solicite, o Conselho Escolar poderá se reunir para ouvi-lo.
Segundo o Ministério Público de Torres, o autor da denúncia é Jaime Maggi Fernandes que compareceu à Promotoria de Justiça no dia 25 de maio deste ano para fazer a denúncia contra o professor. Conforme o ofício do promotor Marcelo Araújo Simões, essa denúncia foi feita a partir de “informações que chegaram ao conhecimento do declarante”, segundo as quais o referido professor “tem se utilizado do sagrado ambiente de sala de aula, para fazer escandalosa pregação político-partidária, bem como ideológica”, entre outras acusações. No mesmo dia, a partir do relato dessas informações que chegaram ao conhecimento do declarante, o promotor considerou haver “indícios de conduta incompatível com a postura que deve ter um professor em sala de aula” e oficiou a escola. Simões não informa qual seria o possível vínculo do denunciante com a escola e qual seria a fonte das informações que chegaram ao conhecimento do mesmo.
No mesmo documento, o promotor considera “inadmissível que alunos, em sua grande maioria menores de idade, sejam utilizados como massa de reivindicação por professores em movimento grevista, na medida em que a estes incumbe a reivindicação por questões salariais que entendam devidas, não podendo fazer apologia de tais fatos alunos para que ocupem a escola”.
fonte:sul21

+ Fotos: Arraiá da Colônia 2016